Pages

Header bannerHeader bannerHeader bannerHeader bannerHeader bannerHeader bannerHeader bannerHeader bannerHeader bannerHeader bannerHeader bannerHeader banner

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Breakfast at Tiffany's

 

O Breakfast at Tiffany's do Truman Capote deu origem ao icónico filme homónimo protagonizado pela Audrey Hepburn. Desde que vi o filme, meti na cabeça que queria ler o romance. Ainda por cima depois de ouvir falar tanto do Truman Capote nas aulas de jornalismo, mas isso já é outra história.

Não vou fazer um resumo do plot porque segue sensivelmente a mesma linha do filme e, em modo bem "brutamontes", se não o viram deviam ver. Ainda por cima é sexta-feira e há um fim-de-semana pela frente, por isso não há desculpas. 

Agora falando do livro, esta curta história (curta mesmo, tem apenas cerca de 98 páginas - esta edição vem com mais 3 contos do autor) é bem mais fria sobre a profissão e a personalidade de Holly Golightly. É mais aberto com o seu temperamento egoísta, perdido e assustado que mal é abordado no filme (vejo-o agora, por comparação). Além disso, o final difere bastante da sua adaptação cinematográfica, o que, para mim, é muito mais fiel à personagem de Holly, Holiday, Lulamae (momento de flashback com o Dolly, Dolores, Lolita de Lolita). 


O que me atraiu neste livro foi a abordagem dos seus temas. A discussão entre estabilidade e liberdade, da natureza humana e da cultura, a diversidade de tipos de amor e a visão da arte que reflecte todos os temas anteriormente mencionados.
Embora haja um fascínio por parte do narrador ("Fred") pela liberdade de Holly, a verdade é que eles apresentam forças totalmente antagónicas: Um comemora ter a sua primeira casa, enquanto a outra tem marcado permanentemente "Travelling" na sua caixa de correio; enquanto Holly representa a natureza (livre, indomável, imprevisível), ele tenta compreendê-la e inseri-la nos moldes da sua cultura (Americana - o livro é altamente marcado por elementos da cultura Americana, quer dizer, basta ver o título).

O que é certo é que o livro está cheio de simbolismos: animais domésticos e selvagens, os nomes ( Holy day go lightly não é ao acaso), objectos, profissões, tudo é significativo para o enriquecimento da história. E foi por isso que ele me fascinou. Dá para lê-lo como a história de uma jovem glamorosa em Nova Iorque, como se pode ler a crítica social, racista e consumista. É um livro completo, não admira que se tenha tornado num clássico.


Sem dúvida que é um romance interessante para passar o tempo mas considero-o ainda melhor para pensar um pouco e ler as entrelinhas. Seja como for, Holly é uma personagem super interessante que merece ser conhecida melhor. Depois de ler o romance, é óbvio o porquê de Capote ter escrito a história para Marilyn Monroe mas também é compreensível o porquê de Audrey tê-la representado tão bem: Holiday é uma personagem sexual mas delicada, imprevisível mas assustada mas, acima de tudo, cheia de estilo. 

Enfim, quando o tema é literatura tenho sempre muito mais a dizer, daí evitar tanto falar de livros. Se pudesse escrevia-vos um essay a Times New Roman, letra 12 e em MLA!
Já conheciam a versão da história do romance? Já viram o filme? 

FACEBOOKINSTAGRAMPINTEREST

17 comentários:

  1. Breakfast at Tiffanys é dos meus filmes preferidos, mas não fazia ideia que era inspirado num livro (mais um para a minha lista). Adorei a review!
    Beijinhos

    https://mycurlycraziness.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Já vi o filme e é impossível não o amar! O livro está na minha lista de espera mas quero imenso lê-lo.

    Beijinhos
    http://popupbyana.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. O filme é algo de maravilhoso. E quando disseste que o final do livro diverge do final do filme, fiquei automaticamente convencida. Vou ter de o comprar!
    THE PINK ELEPHANT SHOE | FACEBOOK | INSTAGRAM |

    ResponderEliminar
  4. Gostei bastante da tua review. Além de simples e directa, parece-me estar bastante completa. Nota-se pela tua escrita e análise que vens da área de Línguas e Literatura (é um elogio, btw). Sim, tal como a maioria também só vi o filme -adorei-o, diga-se de passagem-, mas nunca tinha pensado em ler a o livro. Isto é, até agora. Fiquei mesmo curioso com a questão dos simbolismos e claro, do final diferente. Tornou-se um "must read"!

    ResponderEliminar
  5. Nunca vi o filme, nem li o livro, mas tenho de ver se o faço!
    Beijinhos,

    A Maiazita

    ResponderEliminar
  6. Devo admitir que já vi o filme, mas não tive a chance de ler o livro e fiquei super curiosa depois de ler sua resenha.
    Art of life and books.

    ResponderEliminar
  7. E eu que nunca vi o filme se quer! Shame, está na minha "lista" para ver há demasiado tempo. Vou ter que tratar disso haha.
    beijinhos, The Fancy Cats

    ResponderEliminar
  8. Nunca li o livro nem vi o filme, conheço mas a verdade é que nunca me despertaram curiosidade....mas após o teu post isso alterou-se, muito obrigada ;).
    Beijinhos e bom fim de semana.

    misscokette.blogpsot.pt

    ResponderEliminar
  9. Fiquei muito curiosa para ler o livro! :)

    http://myfashionsenseblog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Nunca li o livro mas vi o filme e adorei! Nem sabia que o filme tinha sido inspirado no livro, fiquei mesmo tentada em ler o livro agora haha! :)

    http://free-colors.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. Já vi o filme e é um dos meus favoritos. Não sabia que tinha sido inspirado por um livro, mas agora que sei tenho mesmo que ler.

    All We Need Is... ❤️

    ResponderEliminar
  12. Ando há séculos para ler esse livro, mas nunca se proporciona! Vou ver se na minha próxima ida à Fnac o trago :)
    Kiss, Mariana Dezolt
    Messy Hair, Don’t Care

    ResponderEliminar
  13. Também ando há algum tempo para ler o livro, mas até agora não tive oportunidade. Gostei do teu comentário =)

    xoRosie // Rosie's Life

    ResponderEliminar
  14. Preciso muito ler esse livro!! O filme é muito amor e eu sou viciada nele *-*
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderEliminar
  15. Estou para ler esse livro há tanto tempo! Só que esqueço-me sempre de dar um saltinho nas lojas a ver se ele está por lá (shame on me)

    http://ayellowrain.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  16. Como tu, desde que vimos o filme que queremos explorar este livro... mas não com tanta curiosidade assim. Mas ler sobre a tua visão sobre o livro fez-nos muito mais curiosas, e de certeza que quando passar por ele numa livraria, não nos escapa. Acho que até vamos voltar a ver o filme!

    Welcome to 104

    ResponderEliminar

Obrigada por lerem e comentarem!
Quando me fazem perguntas eu respondo aqui, directamente no comentário.
Beijinhos ♡

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...