Pages

Header bannerHeader bannerHeader bannerHeader bannerHeader bannerHeader bannerHeader bannerHeader bannerHeader bannerHeader bannerHeader bannerHeader banner

terça-feira, 31 de março de 2015

My kind of woman

Às vezes rotulamos certas figuras pela forma como surgiram na agenda pública e torna-se complicado ver além dessa primeira impressão. Um exemplo flagrante é a polémica Kim Kardashian que, por muita coisa fantástica que faça, haverá sempre quem a critique somente pela forma como ficou famosa.
Devo admitir que fui culpada disso durante muito tempo com a Lauren Conrad. Cada projecto que ela lançava eu pensava sempre "claro, só fazes isso porque ficaste famosa com o Laguna Beach e o The Hills", mas num momento de introspecção decidi fazer uma pequena pesquisa e, diga-se de passagem, engoli as minhas palavras.
Apesar de continuar a pensar que a participação nesses programas a privilegiou (e acho que isso é inegável), durante a produção do The Hills a Lauren tirou um curso como designer e estagiou na Teen Vogue. Só após essa experiência é que se aventurou a lançar as suas próprias linhas de roupa, a LC Lauren Conrad e a Paper Crown.
À medida que a sua fama ia crescendo (muito graças àqueles livros todos catita que toda a gente adora fotografar), ela aproveitou para ir transmitindo as suas orientações para estilo de vida mais eco-friendly, acabando por colaborar com a BlueAvocado numa linha de malas que segue essa visão. Além disso, fiquei bastante surpreendida ao descobrir que ela chegou a abandonar um restaurante pelas suas atitudes homofóbicas.
De vez em quando é complicado "olhar para lá do que se vê", mas gostei bastante de vê-la além da it-girl (o que foi extra difícil porque adoro o estilo dela) que dava na MTV. É um excelente caso de quem aproveitou as suas oportunidades mas fez por merecer o seu lugar no topo. Além de mostrar sempre muita classe ao afastar-se de polémicas. 
E a sua mais recente colecção da Cinderella para a Kohl's deixou-me com vontade de fazer um passaporte e dar ali um saltinho aos Estados Unidos.


Seria de esperar que eu a adorasse desde o início, visto que temos um estilo semelhante, mas é sem dúvida algo que estou a corrigir a pouco e pouco.

O que acham da Lauren? Já alguma vez tinham pensado nela além da it-girl?

FACEBOOKINSTAGRAMPINTEREST

5 comentários:

  1. Ahhh, eu sempre gostei dela! É tão bonita e dá dicas óptimas em relação a tudo! Isso junto com as causas dela fazem-na ser maravilhosa! :3

    xx

    ResponderEliminar
  2. Sim, eu tive a ver alguns vídeos dela no YouTube e parece ser uma pessoa bastante querida. Eu tenho sempre a mania de descreditar um pouco gente que tem backgrounds privilegiados (aka Cara Delevingne) xx

    ResponderEliminar
  3. Gosto dela mas (também) nem sempre gostei. Não a considero uma it-girl porque não tem o mesmo estilo que eu mas gosto muito da maneira como se veste e ADORO o novo corte de cabelo. Bjsss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Siiim, o novo corte de cabelo dela é um amor! xx

      Eliminar

Obrigada por lerem e comentarem!
Quando me fazem perguntas eu respondo aqui, directamente no comentário.
Beijinhos ♡

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...